Posts Tagged ‘Adversário forte’

Perdemos a batalha, mas não a guerra!

Garotos da escolinha conduzindo as bandeiras. Ah e o Tatá também...

Garotos da escolinha conduzindo as bandeiras. Ah e o Tatá também...

Realmente precisamos ser realistas: não fizemos por merecer melhor sorte no jogo de hoje, principalmente pelo segundo tempo.

O jogo começou extremamente truncado sem muitas oportunidades para ambas as partes. Jogo feio mesmo, mas era de se esperar que não seria fácil, visto que não é à toa que o Atlético briga pela liberança no campeonato.

O Dadá deve ter lido o Blog e fez de tudo para parecer que não gosta do JAC. Tenho minhas dúvidas se ele não vai chegar em casa e dar cartão amartelo pra família também. No primeiro tempo foram amarelados, Neno(10), Jean(7), Linha(11) e Igor(5), já no segundo tempo quanto o Atlético também bateu bem, receberam amarelo Índio(3) e Douglas(17) que havia entrado. Se o Dadá mantivesse o critério, teria expulsado o zagueiro do Atlético quando errou a bola e acertou o Fattori(9), igual ao que aconteceu no lance da expulsão do André Luiz no jogo com o Porto. Mas no geral, absolutamente não podemos dizer que teve influência direta na partida.

Em relação aos amarelos, nossos jogadores já deviam conhecer melhor o Dadá e perceber que ele não tolera entradas desnecessárias ou jogador querendo apitar, como foi o caso de Jean(7) e Neno(10), respectivamente.

A Fúria do Leão fez a sua parte.

A Fúria do Leão fez a sua parte.

Lamentamos a contusão do Neno(10), pois tínhamos grande expectativa de o ver jogar e acabou sentindo uma entrada forte no joelho e foi substituído pelo estreante Moresco(15), ainda com 15 minutos de jogo. O  primeiro tempo acabou mesmo 0x0, em jogo marcado por muito equilíbrio e futebol feio, tirando uma defesa quase em cima da linha do Júlio(1), nada mais de perigo.

Veio o segundo tempo, e com ele, algumas alterações, mas o que ficou claro foi a superioridade física do Altético, que acabou envolvendo o JAC e marcando o gol em uma falha da nossa defesa. Não sei dizer se faltou perna ou se temos muitos jogadores jogando no sacrifício, dando o máximo mesmo sem estar 100%.

O que deu para perceber foi que o Atlético tem um time muito bem arrumado, mas também não é nada fora do comum. Assim como perderam algumas chances, nós tivemos algumas oportunidades. Eles também não ficaram atrás nas chegadas fortes.

Analisando um pouco nosso time time, vamos começar pelo Júlio(1). Não demostrou a mesma firmeza de jogos anteriores, se salvou o time em duas ou três oportunidades, deu algumas furadas em saídas do gol, além de algumas largadas de bola para frente. Mas o bom é que, apesar das falhas, ele parece manter a confiança.

Nossa defesa mais uma vez mostrou que zagueiros não é problema do JAC. Oliveira(4), Igor(5) e Índio(3) mostraram a mesma garra e disposição de sempre, aliadas à segurança na maioria das bolas que chegavam. Problema para o Magalhães resolver, onde entrará André Luiz? Na minha opinião titular neste time.

Nossas laterais melhoraram um pouco, se ainda não está do jeito que esperamos, tende a melhorar com um time melhor encaixado. O Eduardo(2) hoje se preocupou em jogar bola, o que é muito bom.

Nosso meio de campo teve algumas coisas a serem consideradas. Acho que o Juninho(6) jogou um pouco mais do que vinha atuando, pelo menos no primeiro tempo, até ser substituído pelo Douglas(17) no segundo tempo. Sobre a entrada do Moresco(15), acho que achamos o meia que estávamos procurando, pega a bola e coloca no chão sem ser lento e previsível como alguém que eu conheço. Mas é notório que faltou ritmo de jogo, o que é absolutamente normal. Recova(18) entrou mal, não sei se estava ansioso para mostrar serviço ou o que, mas realmente não disse a que veio hoje, tavez precisa de uma oportunidade de começar jogando.

Dando de ombros para quem diz que é perseguição, nosso insubstituível, errou passes como sempre no primeiro tempo, sem destaque algum. Quando rouba uma bola, perde logo em seguida, e hoje nos brindou com uma bicicleta para dentro da nossa própria área quase causando uma bela oportunidade ao adversário. Se ele é essencial ao grupo , como todos do JAC dizem, tudo bem, de repente é isso, ele é um cara de grupo e etc, mas futebol, em dois anos, ele não mostrou para ser este jogador blindado por Comissão Técnica, Diretoria e Companheiros de time. Treino é treino e jogo é jogo.

Já sabiamos que não seria um jogo fácil.

Já sabiamos que não seria um jogo fácil.

O Ataque hoje foi um problema sério, Marcelo Fattori(9) parecia estar jogando no sacrifício, pois não conseguiu acompanhar a maioria das jogadas, parecendo realmente estar sentindo algo, ou realmente não jogou nada. Linha(11) quando atuou dentro da área teve duas boas oportunidades de cabeça, que por pouco não entraram, melhorando em alguns pontos seu futebol. Quando sentiu contusão acabou atrapanhando os planos do Magalhães que colocou o Douglas(17) para formar um ataque mais forte. Douglas(17), até teve duas boas oportunidades, mas em geral, só correu isolado na frente.

Me preocupou um pouco as palavras do Magalhães ao final do jogo, onde disse que fará uma análise junto com a diretoria, do seu trabalho. Acho que a última coisa que precisamos é uma mudança neste momento, mas é preciso que o Magalhães tenha condições de trabalho e motivação suficiente para exigir o melhor de cada atleta. Esperamos que tudo isto seja resolvido para o segundo turno.

Temos que buscar os três pontos em Indaial, pois além do returno, ainda temos a classificação por índice técnico.

Eu acredito! Se não desanimei em 2009 com o timeco do Valcir no primeiro turno, agora é que não me entrego…

Força JAC, só perdemos uma batalha e não a guerra.

Twitter
Twitter
    Siga no Twitter
    Visitantes
    Geo Visitors Map
    BlogBlogs
    BlogBlogs